Nightbird Records inaugura série de compactos gravados ao vivo no especial Música Preta Potiguar

Primeiro lançamento traz single duplo de Jo Piter
Texto por Build Up Media

No final de janeiro, o selo Nightbird Records promoveu uma verdadeira celebração da Música Preta Potiguar em uma session especial transmitida online. Agora, ao longo do mês de fevereiro, serão disponibilizados nas principais plataformas de streaming compactos de cada um dos artistas participantes – iniciando com o cantor Jo Piter, serão lançados também Quilomba Zu, Sâmela Ramos e Sueldo Soaress. O single duplo – com uma música apresentada na live, outra inédita – também chega acompanhado de vídeo no canal de YouTube da Nightbird Records.

Jo Piter é recifense de 22 anos, mas presença marcante nas noites natalenses há cerca de 3 anos. As faixas “Corpo Estranho” e “A Dois” são suas duas primeiras gravações, abordando a típica música popular brasileira sob duas temáticas: o protesto e o romantismo. A primeira é baseada em suas vivências enquanto pessoa preta não-binária, e sua concepção teve como estopim a morte da artista Matheusa Passareli, que inspirou também o título da faixa, levando o nome de uma de suas obras.

“A letra fala muito sobre tentar sobreviver, sabendo que nós constantemente somos os alvos, ela enquanto mulher preta de favela do RJ e travesti, muito mais”, reflete. Já “A Dois” complementa “Corpo Estranho” abordando relações afetivas a partir de seu ponto de vista enquanto pessoa LGBTQIA+.  “A questão é que falar só de dor não basta e não é só sobre isso, então ela foi feita com muito amor e carinho para o amor que eu vivo e diariamente cultivo, para conseguir aceitá-lo em sua totalidade”, completa.

Com uma mistura de estilos e junções de ritmos populares, Jo Piter agrega em suas composições desde a MPB ao blues e usa a arte como meio de expressão e resistência, de um modo original e forte. O músico de 22 anos busca transmitir seus sentimentos nas letras, compartilhando dores, emoções e vivências.

Foto: Walter Nascimento.

O Nightbird Sessions reuniu nomes experientes e calouros da cena norte-rio-grandense na programação, que foi realizada de forma adaptada devido à atual pandemia de COVID-19, seguindo os protocolos necessários de higiene e prevenção. O objetivo é promover não somente a inclusão e exposição desses artistas, mas também uma amostra do ecletismo característico da produção musical preta potiguar, contribuindo também para a quebra de estereótipos musicais e para a formação de público consumidor da música norte-rio-grandense. Além dos artistas, a iniciativa mobilizou produtores culturais, técnicos, musicais e audiovisuais pretos.

O projeto Nightbird Sessions foi contemplado com recursos da Lei Aldir Blanc no Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

Os lançamentos da Nightbird Records acontecerão semanalmente nas plataformas de streaming, e na próxima semana será a vez de Sâmela Ramos. Enquanto isso, é possível ouvir o compacto de Jo Piter nos principais serviços de música.

Ouça “Jo Piter – Nightbird Sessions 2021: Especial Música Preta Potiguar”: https://backl.ink/144533246

Assista ao vídeo de “Corpo Estranho”:

Crédito: Bju Produções

Ficha técnica
“Corpo Estranho” e “À Dois” – composições de Jo Piter.
Voz e violão – Jo Piter.
Baixo em “Corpo Estranho” e ukulele em “À Dois” – Igor Sherman
Gravado no Studio Blackhole em Ponta Negra, Natal-RN.
Captação de áudio, mixagem e masterização: Luan Bates.
Captação e edição de vídeo (“Corpo Estranho”): Bju Produções.
Produção executiva: Nightbird Records.
Identidade visual – capa do single: Gabriel Carvalho
Foto de divulgação/capa: Walter Nascimento.